Pesquisar

domingo, 13 de janeiro de 2013

Padrões e comprimento das vestimentas

Como saber se uma blusa é modesta? 

Ou se uma peça de roupa é modesta? 

Será que devemos "impor" nosso próprio modo de se vestir ou há algumas instruções da Igreja a respeito disso? 

É o que veremos neste artigo. 






Já postamos algumas instruções do Padre Daniel P. Pinheiro em outro artigo sobre modéstia no nosso blog, e aqui citaremos outros documentos, a respeito da modéstia para moças e senhoras Católicas. 

Como estamos hoje, constatando uma tendência indiscreta em tornar leviana a maneira de se vestir, não parece inútil lembrar alguns princípios de ética que dizem respeito a isso [1]:

- A indecência é um pecado de escândalo; e este pecado é para o próximo uma causa de pecado também, do qual uma boa parte da responsabilidade e da pena deve atribuída ao que a causou.

- Não é permitido, em nenhum caso vestir uma roupa indecente. Não pode com certeza, ser chamada saia decente aquela que não cobre os joelhos quando a pessoa está sentada, ou que deixa aparecer, por fendas ou por transparências, aquilo que o pudor não permite mostrar, isto é, as pernas acima dos joelhos. A mesma coisa deve ser dita das roupas - tanto masculina quanto feminina - que ficam marcando as formas do corpo. 

- Quanto ao decote e aos ombros descobertos, eis o que o cardeal Vigário do Papa Pio XI dizia: "Um vestido cujo decote desce a mais de dois dedos abaixo da base do pescoço e que não cobre os braços, até o cotovelo, não pode ser chamado decente." (Obs. devido a condições de mercado impossíveis de alterar, as mangas curtas são toleradas, temporariamente, com Aprovação Eclesiástica, até que a feminilidade Cristã se volte de novo para Maria, como o modelo do Pudor no vestuário).[3]

Além destas regras gerais, a visita a uma igreja exige um traje correspondente à santidade deste lugar.[1].

É mentira que a Igreja nunca se pronunciou a respeito da modéstia no se vestir, há diversos escritos de papas inclusive falando da importância do recato e o pudor na hora de se vestir. Infelizmente isso tem sido menos frequente nos tempos atuais, também por conta da crise em que a nossa Santa Igreja se encontra, é difícil encontrarmos bons sacerdotes para nos orientar. O Papa Pio XII disse que "é principalmente por meio dos pecados de impureza que as forças das trevas subjugam as almas." Esta mesma verdade foi ensinada por nossa Senhora de Fátima com as seguintes palavras [2]: "Os pecados que mais arrastam almas para o inferno são os pecados da carne." 

Com a diminuição da modéstia, a impureza se tornou a paixão que domina cada vez mais o mundo. É como um câncer espiritual que corrói lentamente a vida espiritual das almas. Ela levou o mundo para o lamaçal de umas novas Sodoma e Gomorra, desta vez em escala mundial. Estamos diante do perigo da "maior catástrofe desde o dilúvio." (Pio XII). [2]

E também: "Quantas jovens há que não veem nenhuma má ação ao seguirem certos estilos vergonhosos, como se fossem ovelhas. Elas certamente corariam se pudessem adivinhar a impressão que causam e os sentimentos que produzem naqueles que as veem." (Pio XII, 17 de Julho de 1954). 


Por que a Modéstia? O que significa?


Há uma modéstia pessoal, e uma modéstia social. A pessoal está relacionada principalmente com o estrito controle sobre seus próprios sentidos, especialmente os olhos, os quais são chamados de as janelas da alma. Assim uma pessoa modesta não permitirá desnecessariamente que seus olhos contemplem outra pessoa, uma história em quadrinhos ou qualquer outro objeto que seja capaz de induzir pensamentos maus ou impuros em sua mente ou imaginação. As mesmas regras são válidas para os ouvidos, os quais devem ser fechados para canções imorais ou sugestivas, para conversas obscenas, etc. Do mesmo modo para os sentidos do tato, do paladar e olfato. A Imodéstia é um pecado. A modéstia social pode ser chamada de virtude que procura proteger a castidade de outras pessoas, ou ao menos busca não colocá-la em risco. É sempre cuidadoso evitar qualquer coisa que busque gerar maus pensamentos e desejos em outros, ou levá-los a ações pecaminosas. Exige adornos decentes na presença dos outros, e mesmo em casa; evitar toda familiaridade indevida especialmente com pessoas do sexo oposto, olhares, palavras e gestos sugestivos, etc. Se alguém tem a intenção de tentar a outros pela imodéstia, é sempre um pecado mortal. [2]

"Todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração." (S Mateus V, 28). 

"Não detenhas o olhar sobre uma jovem, para que a sua beleza não venha a causar tua ruína." (Eclo IX, 5). 

Como sabemos o que a Igreja aprova? Ela deu padrões específicos a respeito da modéstia no se vestir?


Sim, a Igreja publicou padrões específicos. Mas elas foram quase completamente ignorados pela nossa imprensa liberal, de modo que não tínhamos condição de determinar completamente a autenticidade dessas publicações até 1965, mais de 35 anos após a publicação delas. 

1. Em 1928  o Papa Pio XI, na câmara consistorial, "denunciou uma vez mais o perigo dos vestidos imodestos, os quais pelas sua sugestiva fascinação, ameaçavam muitas almas imprudentes."

2. No mesmo ano, o Santo Padre ordenou que a Sagrada Congregação do concilio publicasse um documento-resposta a todos os bispos da Itália inaugurando a "Cruzada contra as Modas indecentes". 

3. Foi nesta carta (1 mês depois disso), que os padrões descritos acima foram dados.

Os tempos mudaram? Temos que seguir a Moda? Ou a época em que vivemos?


Existem modas indecentes que nunca vem ser usadas, mesmo que todas as pessoas usem, se forem indecentes não devem ser aderidas pelos Católicos. Os tempos e costumes podem mudar, mas as leis de Deus nunca mudam ou se tornam fora de moda. Nem a concupiscência muda. 

"Sempre há uma norma absoluta a ser preservada, não importa quão amplos e mutáveis possam ser os costumes morais de então." (Papa Pio XII, 8 de novembro de 1957). 

Se todas as moças agora que estão usando mini shorts, curtíssimos aderissem a esta moda, quer dizer que por todas usarem agora se torna decente? Terei que usar só por que todas usam? Nem pensar! Não é necessário adentrar muito neste exemplo, vendo que se trata de algo lógico. O mesmo se deu no uso de calças "femininas" pelas mulheres. 

Resumindo:

1. Ser Mariana é ser modesta, como foi a Virgem Maria, mãe do Senhor.
2. Os trajes marianos devem ter mangas de no mínimo na metade do braço, devem cobrir os ombros e o colo, devem ser sem decotes (mínimo 2 dedos abaixo do pescoço). 
3. Saias e vestidos devem ter no minimo 8 cm abaixo dos joelhos, sendo que quando se senta os joelhos continuam cobertos. 
4. Trajes marianos não admitem roupas transparentes, a menos que um forro seja adicionado. 
5. Evitar tecidos da cor da pele (nude). 
6. Não devem ser demasiadamente justos, e não deve revelar a silhueta.

Fontes:
[1] Exc. Monsenhor Bernard Fellay Superior Geral da FSSPX. 
[2] Seleta de textos sobre a Modéstia. (Cruzada Mariana). 
[3] Associação de Fátima.

5 comentários:

  1. Isso é ser escrava do corpo e não senhora dele. Pensar o tempo todo em como pode se parecer sensual ou não, isso sim é malicioso e merece atenção. Mulheres que pensam dessa forma obsessiva precisam rever seus conceitos, procurar uma confissão e livrar-se do escrúpulo exagerado.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com você Confiante. Meu Deus, esse blog é uma benção! Precisa ser divulgado muito mais! E principalmente enviar links para as comunidades que ainda não aderiram a modéstia. Como a Canção Nova que eu amo tanto, pois tive meu encontro com Deus através dela. Tem muitas comunidades que se denominam marianas e que também ainda não aderiram a isso. Eu tento acreditar numa falta de informação. Desde 2009 que eu tive meu encontro com Deus na igreja católica e passei a estudar e a viver mais nossa fé. Mas acreditem, só agora em 2015, mais ou menos em março, foi que eu conheci essa questão da modéstia no vestir, e foi através desse blog. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  3. eu conheci a modéstia no vestir a pouco tempo, através de minha filha que tem apenas 15 anos, mas tem um desejo muito grande de viver a santa modéstia, graças a Deus estamos ja tentando, não podemos ainda acabar com as calças, pois nossos recursos são poucos, tenho três meninas, 15,10.e 8 anos, dai fica dificil mudar o guarda roupas de todas assim derrepente, mas ja peço para minha mãe e tia que se quiserem comprar roupas as meninas que sejam vestidos e saias, blusas que sejam modestas, Um dia estaremos todas usando roupas comportadas e modestas em todo o tempo não só guando vamos a missa, Se Deus quiser e com sua graça e providencia divina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Todas começamos assim, aos poucos. Mas com a graça de Deus conseguimos, tudo o que é para melhor agradá-lo Deus sempre nos ajuda. Que Deus te mantenha nesse santo propósito Edna! Salve Maria.

      Excluir

Bem vindo ao nosso espaço! Os comentários antes de serem postados, passam por aprovação da moderação. Por isso lembramos aos seguidores que não serão aceitos comentários maldosos, irônicos com tom de maldade, acusações infundadas e ataques diretos e indiretos a Fé Católica e à Moral da Igreja. Salve Maria Puríssima.

"Eu quero que todos vocês meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los." São Pe. Pio de Pietrelcina

Siga-nos via blogger.com

Total de visualizações de página