Pesquisar

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Os "espantalhos" criados sobre a Modéstia Verdadeira

Padre Paulo Ricardo em uma de suas palestras afirma o seguinte sobre a visão do protestantismo quanto a Igreja Católica:

" (...) É um boneco. É um simulacro. É o espantalho criado pela ignorância de pregadores protestantes, que criam uma falsa Igreja Católica porque fica mais fácil derrotá-la.”

Acho que todos os Católicos que ouviram as palestras desse sacerdote entenderam perfeitamente o que ele quis dizer. Ele diz que os protestantes atacam a Igreja, mas não atacam a verdadeira Igreja, e sim um simulacro, um espantalho inventado por eles. Por que? Por um simples motivo: se eles fossem atacar a verdadeira Igreja não teriam argumentos suficientes para derrubar essa Igreja, então eles inventam, mentem, fazem um simulacro, ou seja, algo irreal para conseguir derrubar. Vamos imaginar a seguinte situação: uma pessoa quer matar outra pessoa, e não consegue, não tem coragem, ou por algum outro motivo não vai fazer isso, então ela faz um espantalho e surra esse espantalho, destroçando-o, depois sai cantando vitória "olha como sou corajoso, detonei". O que é mais fácil fazer? Obviamente a segunda hipótese, então é por isso que os protestantes agem assim. O que é mais fácil? Ter argumentos embasados, suficientes para derrotar a Igreja Católica? Uma Igreja com 2 mil anos? Ou inventar que "adoramos imagens" que "constantino fundou a Igreja" (mesmo inúmeras provas dizendo e provando que não) para então dizer que ela não é verdadeira? Óbvio que derrubar o simulacro é muito mais fácil, então optam (conscientes ou não) por essa opção. 

Porque citamos isso em nosso blog, se aqui falamos de modéstia? Muito simples. Existem inúmeras mentiras inventadas por algumas pessoas a respeito de nós e a respeito do que pensamos, de quem somos. É justamente por isso que fizemos essa analogia . O que é mais fácil? Rebater argumentos contra a verdadeira modéstia ou inventar? Caluniar? Zombar? maldizer? Bem, é óbvio que a segunda opção é muito mais fácil e aqui pretendemos enumerar alguns "espantalhos" da modéstia criados com a intenção de descredibilizar o apostolado. 

Também fazemos esse artigo para explicar às nossas queridas seguidoras o porquê de constantemente estarmos denunciando os erros. Em vários artigos condenamos os erros de algumas pessoas, e as vezes algumas podem não compreender o motivo. Bem, aqui vocês entenderão muito bem o motivo disso estar acontecendo, isso nada mais é que uma defesa dos verdadeiros princípios. Na verdade não atacamos ninguém, apenas nos defendemos de tantas calúnias e ataques. Aqui ficará muito claro isso. Enfim, vamos ao que interessa, acompanhe abaixo algumas mentiras sobre a Modéstia, e que você não deve acreditar.

1. "Seita da Saia"


Alguns ironicamente dizem que somos uma "seita da saia" somente porque não usamos calças e só usamos vestidos e saias modestas. Ora, nada mais falso! Seguimos diversos bons sacerdotes Católicos que nos orientam, seriam eles também parte de uma "seita"? Uma seita é um grupo de pessoas que se aparta, que se divide da doutrina verdadeira, se separa da verdadeira Igreja criando doutrinas e dogmas distintos, ora, qual o ensinamento da Igreja que nós negamos? Poderiam nos dizer? Como está perfeitamente escrito na aba "Sobre nós", somos Católicos Apostólicos Romanos fiel ao Papa, e professamos o Credo Católico tal como ele é, somos obedientes à Roma Eterna e à Verdadeira Fé fora da qual é impossível se salvar. Frequentamos paróquias Católicas, somos orientadas por padres Católicos Romanos enfim, não há nenhuma seita, nenhuma Igreja distinta. As pessoas criaram essa frase maldosa para zombar de uma virtude: Da modéstia. Dizer algo como "olha não são católicas porque usam só saias, não as ouçam". 

Bem, se de fato isso é uma "seita" então gostaria de enumerar alguns Padres Católicos e pessoas conhecidas e renomadas que também fazem parte desta "seita", acompanhe abaixo somente alguns: 

a) Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior: Criticou as mulheres de estarem tão masculinizadas, disse claramente que a Calça não é feminina, e também que é a favor de um apostolado onde as mulheres usem cotidianamente saias e vestidos, porque é a maneira correta da mulher se vestir. Hummm que coisa não? Padre Paulo Ricardo faz parte de nossa "seita".

b) Chesterton disse: "E, visto que estamos falando, principalmente de tipos e símbolos, talvez a melhor incorporação da ideia possa encontrar-se no simples fato da mulher trajar saias. É bastante típico do plagiato hidrófobo que hoje e em toda parte passa por emancipação que uma mulher "avançada" revindique o direito de usar calças - um direito quase tão grotesco quanto o de usar um nariz postiço. (...) Não há dúvida de que a saia expressa a dignidade da mulher, não sua submissão; e isso pode ser provado com uma simples demonstração. Nenhum legislador vestiria propositalmente os grilhões de um escravo; nenhum juiz apareceria coberto de broad arrows. Mas quando um homem quer parecer imponente e majestoso como um juiz, um sacerdote ou um rei, eis que traja saias, as vestes longas e talares da dignidade feminina. Ora o mundo inteiro está sob o governo das anáguas, pois até os homens as vestem quando querem governar". [1] (Não necessita comentários necessita? De fato Chesterton faz parte de nossa "seita"! Gostaram?)

c) Padre Ricardo Félix Olmedo. Leia o artigo no link citado.

d) Padre Luíz Cláudio Lodi da Cruz (Presidente do Pró-Vida de Anápolis), ele diz: "Em se tratando de saia ou vestido, devem cobrir os joelhos, inclusive na posição sentada. (...) Curiosamente, as moças, que deveriam ser exemplares na maneira de se vestir, costumam-se vestir piores que os rapazes. Vejamos. Em geral, os rapazes vestem camisas que têm manga e que cobrem o peito até o pescoço. Não se encontra na moda masculina uma camisa que não cubra as costas ou o ventre. E as calças costumam ser folgadas. A moda feminina, porém, está repleta de blusas que não têm mangas (às vezes apenas duas pequenas alças), que não cobrem boa parte do peito, que não cobrem o ventre ou as costas (miniblusas). Frequentemente as moças usam roupas apertadas, coladas ao corpo ou transparentes. E se usam saia ou vestido, muitas vezes deixam descobertos os joelhos. Por quê? Será que o corpo da mulher vale menos que o do homem, e que por isso, não é preciso tomar cuidado para cobri-lo?" Nota: Geralmente quem nos acusa de "puritanas, radicais, exageradas" "Seita da saia" etc, defendem que a mulher pode mostrar os joelhos e parte das coxas, que pode usar blusas sem mangas e até de alças, que pode usar calças socada etc. Bem, entre esse ensinamento e do referido sacerdote há um abismo gigantesco. Esse padre certamente faz parte da "seita da saia". [2] O mesmo sacerdote, no mesmo livro cita um episódio onde a doutora da Igreja, Santa Teresinha quando criança não queria deixar nem os braços nus para sair. E depois disso o sacerdote diz: "Em matéria de cuidado com a pureza, dificilmente nós exageramos".

e) Dom Leonardo Maria Pompei (sacerdote Italiano): Outro membro de tal "seita". Ele é a favor do uso cotidiano de saias e vestidos pelas mulheres, e um trecho de seu livro sobre modéstia pode ser lido no link citado acima. Apreciem!

f) Pe. Elcio Muricci. Um Trecho de seu sermão sobre modéstia: "Dizem: 'Mas, se a gente não seguir a moda, as pessoas do mundo zombam e chamam a gente de atrasada, cafona, etc'. Não podemos ser do mundo porque a Sagrada Escritura diz a todas as classes de pessoas: “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo”. Confira I São João, II, 15. Quanto ao fato de o mundo zombar daqueles que seguem a Jesus, isto sempre existiu. Jesus mesmo disse: Porque não sois do mundo, o mundo vos aborrece. “Aqueles que, querem viver piamente em Jesus Cristo, sofrerão perseguição”. Confira II Tim. III, 12. Já os Apóstolos pela pregação da fé, e os cristãos por permanecerem firmes nesta fé, foram objeto de zombarias e de toda espécie de sofrimentos. Confira Atos, XVII, 32 a 34. Hebreus, XI, 36 a 40, I Pedro IV, 4. Medite, no entanto, o que diz Jesus Cristo em S. Marcos VII, 38: “No meio desta geração adúltera e pecadora, quem se envergonhar de mim e de minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos”.

g) Cardeal Giuseppe Siri (1960): "No entanto, outro aspecto das mulheres vestindo calças nos parece ser o mais grave. O uso de vestes masculinas por parte das mulheres afeta primeiramente à própria mulher, causado pela mudança da psicologia feminina própria da mulher. (...) Quando vemos uma mulher de calça, nós deveríamos pensar não tanto nela, mas em toda a humanidade, de como será quando todas as mulheres se masculinizem. Ninguém ganhará ao tratar de levar a cabo uma futura época imprecisão, ambiguidade, imperfeição e, em uma palavra, monstruosidades". [4]


h) Padre Divino Antonio Lopes: "Algo estranho está acontecendo nesse mundo moderno e podre; as mulheres quanto mais feias, mais despudoradas são; as mesmas querem compensar usando roupas imorais aquilo que não conseguem com a beleza, e assim, tornam-se bruacas".

i) Fr. Dominic Mary. Esse sacerdote usou a palavra "prostituta" para mulheres que vestem roupas imorais. Também fala que saias devem ser sempre abaixo dos joelhos, que devem ter mangas e que temos que tomar cuidado com decotes quando abaixamos, sentamos, nos movimentamos (sempre dizemos isso aqui no blog). Vejam o vídeo completo vale a pena!

J) Outros: São Pe. Pio, Padre João Batista de Almeida Prado, Padre Fernando (Anápolis). Ver mais Aqui e Aqui . Tem vários! Vamos citar apenas esses. 

Será que todos eles também fazem parte da "seita da saia"? Podemos dizer que não são Católicos? Que fazem parte de uma seita? E se não fazem qual o problema em segui-los? Vejam, isso é uma mentira, todos estes sacerdotes são perfeitamente Católicos e fiéis a Igreja, dizer que nós fazemos parte de uma seita é um "jogo" deles para desviar a atenção do que realmente importa, e perverter as almas.

2. "Quem usa calça vai pro inferno"


Sobre essa frase pouco é necessário dizer, quem está lendo o artigo, eu peço que traga-me um documento, artigo, ou ao menos algum sacerdote que nos orienta falando que a mulher que vestir calças irá para o inferno. Nós conhecemos perfeitamente várias mulheres que vivem a modéstia, nós estudamos sobre o tema, e conhecemos mulheres sérias donas de outros apostolados de modéstia e nenhuma delas nunca afirmou que quem usar calças vai pro inferno. Isso é um exagero, um simulacro, um espantalho criado para ficar mais fácil derrubar. Obviamente se alguém disser que uma mulher vai para o inferno se usar calças é o que? No mínimo louca, e é isso que as pessoas que dizem essa frase querem: descredibilizar o apostolado, desvirtuando do verdadeiro tema para frases prontas, mentirosas inventadas! Coisas que nunca dissemos, que não cremos! 

3. "Elas se vestem como as mulheres de outra época, a 50 ou 100 anos atrás." (Usar roupas da vovó).


Vejam alguns modelos vestidos e suas respectivas épocas: 

1920, época em que as mulheres usavam vestidos não tão longos, não marcavam a silhueta e dispensaram o espartilho. Utilizando vestidos mais soltos, porém ainda modestos e femininos. Usavam vários acessórios lindos no cabelo: chapéus, enfeites, luvas etc. 

1920
Pergunto, você viu alguma mulher do nosso apostolado de modéstia vestida assim? Com estas características da época: luvas, chapéus, modelos de vestidos? Pois eu nunca vi! Até existem adequações, copiar um modelo de uma determinada época, porém como já disse: Adequações! Usa-se um vestido com um modelo parecido mas de acordo com a época em que vivemos. Dizer que nós "nos vestimos iguais elas" é mentira! Vamos ver características de outras épocas? 

Em 1953, as anáguas de nylon lentamente substituíram as pesadas anáguas de popeline de algodão, dando variedades de cores e leveza. Abaixo o exemplo de uma anágua de nylon que possuía dois aros na barra da saia para que ela tomasse uma forma mais armada. Característica da época:


Nessa época começou-se a aceitação pela sociedade [corrompida] do uso de roupas masculinas pelas mulheres [calças]. O cinema americano principalmente, começou uma forte influência para que as pessoas aceitassem a mudança, o qual resultou no que vemos hoje nas ruas: mulheres masculinizadas. Mas estas que usavam tal peça não eram bem vistas pela sociedade, eram mundanas, mulheres promíscuas, ousadas e indecentes. Inclusive nessa época, como já citamos em vários artigos em nosso blog, os sacerdotes começaram a se pronunciar contra tais modas. 

Pergunto: Vocês já viram alguma mulher usando "aro" em uma saia para ela ter volume e sair por aí? Bem eu nunca vi, já vi com certeza algumas usando saias godês, adaptadas à nossa época, com diferentes modelos, mas com estas características? Mentira! Como nos vestimos realmente? Eis algumas imagens, olhem bem e nos digam se podemos adaptar estas vestimentas a 1920, 1950 ou outra época. Sejam sinceros, vamos lá, vamos parar de atuar?


Saias e vestidos são roupas de mulheres e não pertencem a época específica. Estas vestimentas variam o modelo conforme a época, entretanto nunca esta fora de moda. Afirmar que usar uma saia ou um vestido é o mesmo que "se vestir com roupas da vovó" é no mínimo ridículo, ora, se é assim então porque elas não usam apenas calças? As vejo de saias as vezes, inclusive longas, estariam elas a usar roupas ultrapassadas?

Agora amigos vamos a uma coerência brilhante: Elas nos acusam de nos vestir como nos anos 50 ou 60, mas as próprias admiram Audrey Hepburn. Ué? Ela não era dessa época? Ahhhhh claro, era "moderna", usava minissaias, calças socadas e aparecia de calcinha em revistas. Então... é o seguinte: Se a mulher é imodesta você pode levá-la como exemplo, se ela é modesta dos anos 50, então é cafona né? Deixa pra lá! Humm compreenderam?

4. "Creiças" "Crentes".


Creiças: Adjetivo maldoso para zombar; Crentes? Somos crentes porque cremos em Deus Nosso Senhor, mas não somos Protestantes! Que é o que estas pessoas querem insinuar! Isso é mais uma mentira: Somos Católicos Apostólicos Romanos. Já escrevemos dois artigos citando as diferenças de pensamentos entre protestantes e Católicos sobre a modéstia, para ler cliquem Aqui e aqui. Apesar de não fazemos parte dessa falsa religião temos que admitir que muitas se vestem de forma muito mais decente que alguns 'católicos'. É até para sentir vergonha, uma falsa religião ganhando de quem diz fazer parte da verdadeira Igreja. Agora prestem atenção em um detalhe: Nós frequentemente somos chamadas de "crentes" "creiças", entretanto os falsos apostolados (que nos zombam) postam constantemente fotos de mulheres da seita dos mórmons (que nem em Cristo creem, são de fato uma SEITA) isso é postado em suas páginas como exemplo de modéstia e bom gosto! Gente! Gente .. .... Estão compreendendo? Veja, nós somos parte da "seita da saia", e somos "crentes" entretanto nós nunca mostramos como exemplo vestuário de outras religiões, enquanto os falsos apostolados sim, postam várias! Ué, condenam as seitas de fato ou não? Completamente incoerente e incompreensível! Basta um pouco de reflexão para compreender a grande maldade que existe aí. Elas querem dizer algo como: "Vejam se vestem como em outras religiões, não liguem para elas, não são católicas". Já em outro artigo: "Veja que lindo esse vestuário de uma mórmon, exemplo de elegância" POSER.

5. "Se vestem com capas de botijão de gás". 


Olha eu ia postar uma foto de uma capa de um botijão de gás e ao lado a foto das meninas acima usando vestidos e tão elegantes e bonitas. Mas realmente é necessário? Não creio que preciso chegar a tal ponto para mostrar a má fé das pessoas. Vou pular esse "adjetivo".

6. "Se vestem com capa de sofá"


Idem ao anterior.

7. "Feias", "barangas". "Maria Mijonas".


Usar saias não significa necessariamente ser feia e baranga. Isso é mentira! Começando pelo fato de que muitas das que nos acusam disso usam saias (inclusive algumas abaixo dos joelhos), e elas se acham feias e barangas? Certamente não. O mesmo podemos dizer da acusação número 2 (nos vestimos como no século passado). Ora, elas usam as vezes saias abaixo dos joelhos e modestas, ora... então estão a se vestir como no século passado? Certamente não pensam assim, e isso prova que é má fé! Maldade! Mentiras! É possível usar saias se adequando a moda da nossa época (a moda nem sempre é ruim, Pio XII dizia que a moda não é algo contrário à modéstia), entretanto não deve feri-la, não deve ser indecente. É exatamente o que estamos fazendo. Vou citar mais algumas fotos com várias pessoas modestas (inclusive algumas amigas de Nossa Página), vejam abaixo e me digam, pode uma pessoa em sã consciência dizer que são 'Maria Mijonas'? 'Feias'? 'Barangas'? Pff


Mais uma:


Uma linda donzela: Patrícia Gampires, dona de uma Loja de Modéstia Online e seguidora de Nossa Página e blog, para visitar sua loja virtual clique aqui: Santa Modéstia.


Outra foto da Patrícia:


E mais uma: 


Em todos os lugares que tenho ido em que as mulheres usam somente saias e vestidos, não pude ver nenhuma delas "desleixadas" "descuidadas", "cafonas" "feias" "maria mijonas" como muitas nos acusam. Isso é uma mentira! Começando pelo fato de que elas estão fazendo um julgamento a nosso respeito, não convivem conosco, não conhecem todas as moças que escolheram esse caminho, não sabem nada sobre nós! E como vão nos julgar desta forma somente pela roupa? Isso mostra o quanto não se importam em caluniar o próximo e ter pouca caridade com eles.

Esse é um artigo em defesa da modéstia, e não um artigo de ataque, com tantas ofensas que falam de nós, tem quem diga que "nós atacamos" as pessoas. Vejam, com tantos "adjetivos carinhosos" (seita da saia, maria mijona, feias, creiças, desleixadas etc) você leitor ainda crê que não temos razão em defender a modéstia? Tudo isso é inventado com um único objetivo:


Para que as mulheres se sintam feias, sejam humilhadas 
e desistam de viver a modéstia! 

8. "Tem inveja de nós"


Meus caros, é muito fácil usar uma calça jeans, uma calça skinny, uma legging, um shorts, uma bermuda, um decote. Isso é o que mais encontramos nas lojas para vender, isso é o que todas nós já usávamos antes de conhecer a modéstia. Não tem lógica termos inveja de algo que está em uma bandeja de prata em nossa frente, algo que o mundo oferece o tempo inteiro. Isso denota um certo relaxamento com sua vida espiritual, a ponto de colocar a imodéstia (sob pretexto de elegância) no lugar da devoção e sacrifícios que devemos fazer por Nosso Deus. Não somos um blog de moda, mas um blog de modéstia, e a modéstia é a "senhora" de nossa alma em se tratando do tema, a moda é apenas um acessório que podemos escolher de acordo com a decência. 

9. "Não devemos imitar Nossa Senhora porque ela viveu em outra época"


Para desmascarara esse absurdo, preferimos fazer um artigo a parte que pode ser lido nesse link: Como Imitar a Virgem Maria.

10. "São Puritanas" "escrupulosas".


Puritano é aquela pessoa que diz ser pecado algo que não é, condena algo lícito. Ora, a modéstia é uma virtude importante e que quem não a segue pode se perder. O ponto chave da questão aqui é que elas querem dizer algo como: "olhe, elas são puritanas, exageradas, condenam algo que não tem problema usar", ao ponto que em seus blogs postam calças socadas sem nada cobrindo o quadril, apoiam o uso de minissaias, decotes que aparecem até os seios dentre outra séries de roupas escandalosas. Pense o seguinte, aquela pessoa que não quer mudar o guarda roupas, então te olha e diz: "que exagero, não sou puritana". Dias atrás vi um artigo onde foi citado uma famosa com roupas imorais (minissaia, costas nuas, decotes etc), e alguém disse que aquilo não era modesto, logo a resposta foi: "não somos puritanas". Compreendem o jogo?

O nosso blog não é puritano, é um blog de modéstia, devoção e virtudes necessárias à nossa salvação. Quem nos ataca diz que "é exagero usar blusas de mangas", mas se você acompanhou o artigo até viu que vários padres nos ensinam isso. Exemplo: Padre Lodi da Cruz, seria ele puritano? Certamente não. Elas dizem ser "exagero cobrir as coxas, mulheres podem usar saias mais curtas, mostrando os joelhos", enquanto que sacerdotes bons dizem o contrário. Inclusive na mesma palestra citada acima Padre Paulo Ricardo (que é bem "light" na questão de modéstia, não é muito rígido), diz que para a saia ser modesta ela deve cobrir os joelhos. Padre Paulo seria puritano? Certamente não. Dentre tantos outros exemplos que poderíamos ficar aqui citando horas e horas. Esse é um argumento para fazer perder a credibilidade da página, e desvirtuar o real tema proposto. Não corresponde à realidade. 

Escrúpulos: Podem ser bons ou ruins, depende da vida espiritual daquela pessoa. Sobre isso aconselho ler os escritos dos santos a respeito. Já citamos um que é magnífico, leia aqui: Escrúpulos e perturbações de consciência de Santo Afonso de Ligório.

Agora, vamos para um trecho magnífico que eu amo demais: Escola da Perfeição Cristã de Santo Afonso de Ligório. Bem ...  não somos "escrupulosas" por usar somente saias e vestidos (isso não é o significado de escrúpulos, leiam o link para compreender). Mas vamos considerar que fossemos. Digamos que sim, somos escrupulosas (hipótese). Vejamos o que Santo Afonso de Ligório tem a nos dizer sobre isso:

“Há, pelo contrário, pessoas que se gloriam de possuir uma consciência desembaraçada e não querem de modo algum passar por escrupulosas. São elas pouco cautelosas em seu proceder, dão plena liberdade a seus olhos, à sua língua, a seus ouvidos, para que vejam, falem e ouçam tudo o que lhes apraz, e censurando aos que são mortificados, envergonham-se de passar por tais. Dizem ser beatice, afetação e singularidade se os outros falam com voz submissa e conservam os olhos baixos (...) Que tais pessoas deixem de gabar-se de sua independência de consciência, porque isso denota tibieza e imperfeição, para não dizer relaxamento. Prouvera a Deus que tivessem uma consciência escrupulosa, isto é, delicada, como seria para desejar”. Santo Afonso de Ligório [3]

Uau! Muito apropriado para os que nos criticam! Acho que o assunto tá quase encerrado não é mesmo? Entretanto faço questão de citar mais um pouco sobre o tema, do mesmo Santo acompanhem: 

Dois privilégios especiais dos escrupulosos

"As pessoas escrupulosas gozam de dois privilégios, segundo a opinião dos teólogos. O primeiro é que não cometem pecado se agirem contra o que sua escrupulosidade lhes impõe como obrigação, caso procedam por obediência. Nem é preciso, que em cada caso particular, se convençam que seu terror é simples escrúpulo. Basta para ficarem isentas de todo pecado, que seu procedimento se baseie sobre o juízo já formado de desprezar simplesmente seus vãos temores; isto não é agir com dúvida prática, visto que uma coisa é agir com dúvida fundada que se peca, outra agir com o simples temor de pecar. (...) O Segundo privilégio é que podem ficar persuadidas que não consentiram na tentação, a não ser que estejam absolutamente certas de que conheceram plenamente a malícia do pecado e realmente quiseram cometê-lo. Enquanto estiverem em dúvida a esse respeito, essa dúvida é um sinal certo de que lhes faltou conhecimento perfeito da malícia do pecado ou o pleno consentimento, pois, se as duas condições se tivessem realizado, não poderiam duvidar mais do pecado." [3]

Sem mais comentários! Não é necessário! Salve Maria

Fontes:
[1] Chesterton - Livro "O que há de errado com o mundo". 
[2] Padre Luíz Carlos Lodi da Cruz - Livro: Descobrindo a castidade (visite a aba: Downloads para baixar o livro).
[3] Escola da Perfeição Cristã - Santo Afonso de Ligório.
[4] Não tiramos fora do contexto tal citação. E isso já foi explicado, clique  Aqui e Aqui para ler a respeito.

14 comentários:

  1. Salve Maria! Voces estão certíssimas! Não liguem para comentários maldosos. Sou recém- convertida e, na medida do possível estou trocando minhas roupas. A verdadeira modéstia é a de voces.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Persevere! Que Nossa Senhora esteja contigo. Salve Maria.

      Excluir
  2. Não se muda o guarda roupa do dia para a noite, mas que acho muito mais bonito usar vestidos e saias acho. Moda é nós quem fazemos, eu gosto de roupas mais tradicionais por causa da minha profissão até. Belo texto.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de agradecer a ao site pela inspiração e dicas, estou muito ansiosa para mudar todo o meu guarda roupa...porem ainda estou errando nas escolhas....comprei dois vestidos longos com mangas compridas, do quadril para baixo ele é bem solto, porem, do pé da barriga até as mangas ele é grudadinho, por que ele é de malha.....errei na escolha? Não gosto de chamar atenção por onde passo...porém...no meu trabalho...parece que ao aparecer com o vestido fiz chamar mais atenção do que antes quando andava com minha calça jeans básica e as blusas soltinhas que usava....mas agora que vi o site que site "Santa Modéstia" vou passar a adquirir dicas e modelos por ele.....muito obrigada pessoal!!! Que Jesus e Nossa Senhora continue abençoando e iluminando vocês....pois são pessoas cheias de graças Divinas!!!! Obrigada!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa. No começo isso ocorre mesmo porque as mulheres "esqueceram" a forma como se adornar. E isso ocorre com todas nós. É triste uma época em que um vestido longo chama a atenção e uma calça socada "skinny" é visto como elegância. O Mundo jaz do maligno, pois as mundanas são elogiadas e as filhas de Nossa Senhora se sente diferente da maioria, mas realmente os santos sempre disseram que seria assim. Quem quer se igualar ao mundo jamais conseguirá viver a vida de Jesus Cristo como dizia Pe. Pio. Uma dica: Saias midi, um pouco abaixo dos joelhos chama menos atenção que longo as vezes. Experimente usar quem sabe vc se adapta. Aos poucos você vai aprendendo a combinar e escolher acessórios, cores etc, e tudo fica mais fácil. Que Nossa Senhora te guie nesse santo caminho. Salve Maria.

      Excluir
  4. Parabéns ao site por esclarecer essas acusações, demorei mais de 1 ano para mudar o meu guarda-roupa e quanto mais me aprofundo na modéstia, percebo que ainda falta trocar muitas coisas! Joguei fora todas as minhas calças Jeans, blusas de alcinha etc etc...Em vez de passar horas em shopping e feiras tentando achar algo decente, vou logo em uma loja de tecidos e depois mando fazer meus vestidos... Depois de usar só vestidos modestos cheguei a conclusão de que praia e psicinas não são lugares para cristãos, mesmo que você vá decente, pra todos os lados se vê impurezas e indecências, a não ser que você ache uma praia deserta! Acredito que deve-se fazer o sacrifício de não frequenta-las, mas certa vez quando expus minha opinião em uma página da internet, pessoas desses falsos apostolados logo apareceram me zombando, me chamando de seita da saia e ainda postou foto de muçulmanas com burca na praia para insinuar que eu me vestiria daquela forma na praia! Certa vez o meu namorado comentou comigo o seguinte: "Quero estar vestido sempre de forma que se eu precisasse entrar em uma Igreja agora, teria condições", e eu concordo plenamente com ele! Sair de calça legging, maiô, vestido colado, certamente me impediria de entrar decente em uma Igreja a qualquer momento.
    Mais uma vez: Parabéns ao apostolado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Isabela! Sempre fazem isso e mostram sua verdadeira face. Não consigo realmente conceber a Ideia de "elegância" neste tipo de atitude que você citou. Eles nos chamam de puritanas, mentem que não somos católicos, enquanto que seguimos pastores Católicos, padres, bispos católicos. Na realidade eles se iram de algumas mulheres conseguirem fazer o que eles não são capazes de fazer por Deus. Tenho realmente orgulho desse tipo de perseguição. Nos mostra que estamos no caminho correto. Salve Maria e obrigada. :D

      Excluir
  5. Olá! É bem verdade que muitas pessoas (90% são mulheres) torcem os olhos quando vêm uma mulher vestida de maneira modesta, levantando 1001 julgamentos, mas isso deve servir de estímulo para nós pois, sabemos que, quando estamos em desacordo com o mundo, estamos de acordo com Deus. Por outro lado, tenho a graça de ver que, que diversas mulheres também mudaram seu modo de vestir depois que passei a usar somente saias e vestidos modestos. Nosso exemplo pode mudar os que estão ao nosso redor, sem que muitas vezes precisemos dizer nada. Deus abençõe!

    ResponderExcluir
  6. Estou gostando muito dos posts. Conheço o apostolado ha apenas umas semana. Sempre gostei da discreção, mas hj tenho consciencia que nunca me vesti modestamente. Acontece que dividi essa idéia com meu marido e ele não concordou muito, ele acha exagero, uma prisão.... fiquei triste. E uma duvida que tenho é sobre tomar sol, pq é o unico meio eficaz de adquirir vitamina D. Como fazer isso de forma modesta visto que 40 % do nosso corpo precisa ficar exporto entre 20 minutos a 1 hora??? Moro nos EUA, vcs me indicariam algum livro sobre essa virtude que eu possa encontrar aqui????? Ficarei grata se me responderem. Mariana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana! Salve Maria. Converse bastante com seu marido e explique a ele o motivo de vestir roupas modestas, certamente ele sendo homem com o tempo vai perceber que você tem razão, e que para os rapazes é difícil não olhar para uma mulher que está com uma calça colada, blusas decotadas, leggings e shorts. Meu marido no início também não gostou muito da ideia, mas com o tempo ele foi aceitando, com os encontros que fazíamos com os amigos da Igreja, com a frequência a missa tridentina ele foi olhando outras mulheres que se vestiam modestamente e foi entendendo o assunto, e gostando mais de vestidos!

      Sobre tomar sol, não é preciso expor todo o corpo para adquirir vitamina D, se assim fosse antigamente as pessoas iriam ser mais doentias e teriam mais doenças como osteoporose por exemplo, porque era exigido ainda mais tecido, as mulheres não mostravam nem os pés, nem os tornozelos, nem os punhos. Então... nós se usarmos saias midi e blusas de mangas curtas já estamos expondo partes do corpo, o importante é escolher uma hora em que o sol não seja tão forte (antes das 10 da manhã e depois das 16 da tarde), e não passar protetor solar. Isso já faz bem para o organismo.

      Não sei onde vc pode encontrar livros para comprar nos EUA! Quem sabe vc pode procurar uma paróquia mais tradicional por aí, e conversar com um sacerdote. Pela internet eu te indico um livro básico sobre o assunto, que se chama "Seleta de textos sobre a modéstia". Vc pode comprar online:

      Eis o link: http://lojinhadoconvento.blogspot.com.br/2012/03/publicacao-do-livro-da-modestia.html

      Obrigada por visitar o blog! Deus te abençoe. Salve Maria Puríssima.

      Excluir
  7. Salve Maria!
    Eu amo muito estas explicações, hj foi meu primeiro dia no trabalho q fui vestida descente, as pessoas me olharam estranho, tenho certeza q devem ter me achado ridícula,mas eu me sentia tão bem pq agrada nossa Mãe Santíssima, vesti uma saia longa azul estampada q vinha na cintura e duas blusas! Sim! Duas! Foi pq ao vestir uma não me senti bem, me dá angústia terrível, aí coloquei outra q tinha mangá mais comprida e era um pouco transparente de viscose ambas brancas, ficou ótimo! Nossa fui tão feliz q esqueci até de dar BJ no marido! Kkkk depois eu pedi desculpas claro, ele não se chateou, meu filho pediu: mãe não veste mais estas saias, eu pensei e agora, será que estou envergonhando meu filho? Mas ele vai se acostumar, assim espero! Q Nossa Senhora nos encha de coragem para seguir seus exemplos e assim honrar vosso Filho e Senhor Nosso!
    Salve Maria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carla! Perdoe a demora em responder, estive um pouco ausente estes dias pq estou cuidando de uma livraria que abri, e não tive mto tempo de responder os comentários por aqui no blog! :D

      Eu fico feliz que vc tenha mudado! No começo nós estranhamos mesmo e as pessoas ao nosso redor também, afinal, estavam acostumadas a nos ver sempre de calças. E realmente as saias deixam a mulher diferente, com cara de "mulher" de verdade, mais feminina, delicada etc. E leva um certo tempo até as pessoas, e nós mesmas, acostumarmos. Mas tudo se resolve com o tempo! Procure vestir saias midi, que o impacto é menor no começo rss e logo acostumará com as longas e os vestidos. De fato são muito mais bonitos, e mais confortáveis! Espero ter ajudado, e espero que vc se mantenha sempre neste santo propósito! Salve Maria.

      Excluir
  8. VAMOS ESPECIFICAR BEM !!! MULHER FEMININA DE VESTIDO DE SAIA, COBRINDO SEU CORPO DE MANEIRA MODESTA, É MUITO MAIS BONITA, MUITO MAIS ARRUMADA E MUITO MAIS VISTOSA SEM DESEJAR ESTA PRETENÇÃO. ASPIRA UM AR DE PUREZA, FEMINILIDADE, JUSTAMENTE O ENCANTO VERDADEIRO QUE A FEMINILIDADE TEM E QUE FOI DADA POR DEUS. ESTA MULHER É A MULHER FORTE, QUE COMPREENDE SEU DISIGNIO, E ESTA MULHER HÁ DE ATRAIR PARA SIM RESPEITO E DIGNIDADE, VIRTUDES AS QUAIS COLOCAM NOS SEXO MASCULINO A VERDADEIRA VISÃO QUE DEVEM TER SOBRE A MULHER.

    ResponderExcluir
  9. Excelente a matéria. Bem esclarecido e conte com as minhas orações. Salve Maria.

    ResponderExcluir

Bem vindo ao nosso espaço! Os comentários antes de serem postados, passam por aprovação da moderação. Por isso lembramos aos seguidores que não serão aceitos comentários maldosos, irônicos com tom de maldade, acusações infundadas e ataques diretos e indiretos a Fé Católica e à Moral da Igreja. Salve Maria Puríssima.

"Eu quero que todos vocês meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los." São Pe. Pio de Pietrelcina

Siga-nos via blogger.com

Total de visualizações de página