Pesquisar

segunda-feira, 2 de março de 2015

Tratamentos com Óleos: Saiba escolher

As mulheres costumam usar muitos óleos, no cabelo, no corpo, óleos perfumados de banho dentre outros. Mas será que todos eles fazem o mesmo efeito? Que tipo de óleo faz bem a minha pele e que tipo não faz bem? Quais os melhores? Pretendemos dar uma explicação simples e fácil às seguidoras que tem interesse no assunto.


Óleo Mineral (Mineral Oil).


Óleo mineral (também chamado parafina líquida, petrolato, óleo branco ou vaselina líquida) é um produto secundário derivado do crude através do beneficiamento por aditivos. É um óleo transparente, incolor. É um produto de baixo custo, produzido em grandes quantidades. Está presente em vários tipos de cosméticos como cera de depilação, cremes desodorantes para o corpo, cremes de cabelos sem enxágue, condicionadores, máscaras capilares etc. 

O que ele faz? Ele é praticamente um óleo lubrificante, tem uma molécula grande e portanto se passado na pele, ela não absorve. O Óleo mineral é derivado do petróleo, e não serve para hidratação da pele, fica apenas na superfície. Geralmente é adicionado aos cremes e derivados por seu baixo custo. No cabelo dá um peso o deixando oleoso com aspecto ensebado, deixando resíduos nos fios se usados com frequencia, que só saem com o uso de Sulfato (Sodium Laureth sulfate) presente no shampoos.

Óleo Vegetal


O Óleo vegetal é "outro nível" de óleo, tem a molécula pequena e portanto a pele é capaz de absorver. Faz bem tanto para o cabelo como para a pele. O óleo vegetal é uma gordura extraída de plantas formada por triglicerídio. Geralmente extraído das sementes das plantas. Substância biocompatível. Apesar de, em princípio, outras partes da planta poderem ser utilizadas na extracção de óleo, na prática este é extraído na sua maioria (quase exclusivamente) das sementes. 

O óleo vegetal geralmente é feito através de uma prensa, como por exemplo o de amêndoas. As amêndoas são "prensadas" de tal forma que é extraído o óleo. Agora como é mais complicado essa retirada do óleo, obviamente o preço não será tão baixo, por isso o custo é maior, mas a qualidade é sem comparação.  

Existem diversos tipos de óleos vegetais, os melhores são os puros, sem adição de nada, nem conservantes. Se passados na pele podem hidratar a pele, deixando-a saudável e bonita. No cabelo também fazem maravilhas. Quem começa a usar não quer parar mais, eu particularmente adoro comprar óleos vegetais e sempre tô comprando diferentes. Aqui estão os melhores, que eu particularmente não fico sem:

Óleo de coco


Para mim é o melhor de todos, tem um cheiro delicioso. O óleo de coco, também conhecido como azeite de coco ou manteiga de coco, é um tipo de óleo vegetal extraído da polpa ou cerne dos cocos (Cocos nucifera) mediante prensagem. Mas cuidado ao escolher seu óleo vegetal, ele deve ser Extra Virgem, seu índice de acidez deve ser no máximo até 0,5% (geralmente vem escrito na embalagem) e deve ser 100% Natural. Estes são os melhores, se você preferir também pode optar pelo óleo de Coco Virgem, ele não é tão bom quanto, mas também tem uma boa qualidade. A diferença é que ele não é tão "branquinho" quanto o extra virgem e é feito de uma parte diferente do coco (colocam junto também a casquinha marrom do coco). Ambos servem para hidratar a e pele e cabelos, bem como pode ser usado na alimentação, pois possuem uma "gordura do bem".

Azeite de Oliva


Fiz questão de colocar essa marca "andorinha", não estamos ganhando nada ao fazer propaganda entretanto, saiu uma pesquisa a um tempo atrás que muitos azeites de oliva estão sendo fraudados, na verdade algumas marcas nem podem ser considerados extra virgens, pela adição de óleo de cozinha junto e outros componentes. Portanto temos que tomar cuidado com a propaganda enganosa, essa marca andorinha eu gosto muito e é uma das mais confiáveis. O preço é um pouco mais elevado, mas vale a pena, não acho caro. Veja a pesquisa sobre fraude aqui neste link: Azeite de Oliva só no rótulo

O Azeite de oliva é muito bom para ser usado na alimentação, pois tem o "colesterol bom". Também pode ser usado para hidratação dos cabelos (por ser puro) e da pele. Ele tem propriedades cosméticas incríveis, funciona como um antirrugas, hidrata peles secas, melhora a elasticidade e aumenta a vitalidade da pele, acalma peles irritadas, dá brilho e hidrata os cabelos.

Confira algumas dicas valiosas de como usar o azeite de oliva e obter excelentes resultados. Veja algumas neste link.

Óleo de gergelim


Os benefícios do óleo de gergelim incluem sua capacidade de melhorar o cabelo e a pele, estimula um forte crescimento dos ossos, reduz a pressão arterial, aumenta a saúde do coração, controla a ansiedade e depressão, previne o câncer, melhora o processo digestivo dentre outras coisas. Aqui estão alguns Benefícios do óleo de gergelim para saúde:

Nos Cabelos: Ele pode ajudar a escurecer a cor do cabelo e também eliminar a perda de cabelo. Além disso, os efeitos anti-bacterianos do óleo de gergelim pode ajudar a eliminar qualquer um dos patógenos ou corpos estranhos que podem atacar o seu couro cabeludo ou cabelo. Serve como um protetor solar dos cabelos também.

Na Pele: O óleo de gergelim é rico em zinco, que é um dos minerais mais importantes no corpo para a sua pele. Ele pode aumentar a elasticidade da pele e a suavidade, ajudando a reduzir o aparecimento de manchas no decorrer da idade e eliminar problemas de pele, incluindo o envelhecimento prematuro. O óleo de gergelim pode também ser usado como um filtro solar uma vez que cria uma camada de proteção sobre a pele, que é outra maneira de proteger o organismo. 

Existem diversos outros óleos vegetais, uma infinidade deles: Óleo de rícino, Semente de girassol, semente preta, óleo de semente de linhaça, óleo de abacate etc. Você pode pesquisar sobre eles, mas para resumir, todos são excelentes para a pele e o cabelo, bem como a saúde geral do organismo, cada um com suas particularidades. 

Principais tratamentos com óleos:


Umectação Capilar: Uma técnica indiana onde se coloca óleo vegetal nos cabelos e na raiz com massagem, deixa de um dia para o outro (ou duas horas no mínimo se preferir) e depois lava normalmente. As indianas são conhecidas por terem os cabelos fortes, extremamente longos e saudáveis, e elas fazem isso quase todos os dias. Baseado nisso, criou-se a técnica da umectação capilar para a beleza e saúde dos fios. É preciso pesquisar um pouco sobre a técnica, aplicação, como fazer, como tirar o óleo do cabelo depois, para isso faremos em outra ocasião um tópico específico. Para a técnica é necessário escolher um ou dois (no máximo três) óleos vegetais puros (deve ser extra Virgem, sem conservantes).

Outros tratamentos capilares: Você pode adicionar um óleo vegetal de sua escolha na sua máscara de hidratação. Deixar 15 minutos em uma touca térmica, lavar o cabelo em seguida, e finalizar com condicionador normalmente. O condicionador deve ser usado na última lavagem para selar os fios e fechar a cutícula do cabelo. Enxágue. 

Para a pele: Qualquer óleo vegetal é ótimo para hidratação da pele, escolha o seu experimente. 

Algumas dicas:


Aprenda a ler o rótulo dos produtos. Isso é muito importante para escolher um produto de qualidade. Muitos pensam que estão escolhendo produtos bons pelo preço, entretanto estão enganados. Existem produtos baratos e bons, e caros e ruins, tudo depende da sua sabedoria na hora de ler a composição e compreender o que de fato ele vai fazer na sua pele / cabelos. Alguns exemplos:

Produtos com derivados do petróleo (mineral oil - citado acima), geralmente criam uma quantidade enorme de resíduos nos fios, é como você passar "cera de vela" nos cabelos, e isso só sai dos fios com componentes igualmente fortes (Sulfato - Sodium Laureth sulfate). O que ocorre ao longo dos anos é um ressecamento dos fios, e nos cabelos oleosos enche de resíduos por isso as pessoas com esse tipo de cabelo tendem a usar muito shampoo anti-resíduos nos fios. 

Eu particularmente faço a técnica Low Poo, tanto no cabelo quanto na pele. Leio o rótulo e a composição do produto antes de comprar. Um pouco da técnica pode ser lida nesse artigo: low e no poo

Óleos de banho, bifásicos, trifásicos em sua grande maioria são feitos com óleo mineral e componentes que não hidratam a pele, apenas deixam a pele cheirosa. Se você quer de fato uma hidratação deve escolher um creme hidrante (que é diferente de creme desodorante) ou então um óleo vegetal puro.

Óleos de amêndoas encontrados em farmácias são cheios de Óleo mineral (Mineral Oil), basta ler a composição para se dar conta. Os que são 100% puros está escrito na embalagem, portanto tomem cuidado. 

Esse artigo faz parte da aba "Beleza" que recentemente adicionamos, fiquem atentas e confiram novas dicas de saúde e beleza no blog. Salve Maria.

3 comentários:

  1. Eu amo o óleo de amêndoas doce (100% vegetal), dá para usar no corpo, e também no cabelo. Ele é fino e facilmente absorvido pelo cabelo e também pode ser usado no couro cabeludo, para estimular o crescimento, combater caspa, seborreia, além de tratar da pele do couro cabeludo que pode ficar mal tratada pelo uso constante de xampus e apresentar vermelhidão e incomodo em quem tem essa região mais frágil. Eu amo esse óleo.
    Geralmente, na noite anterior ao dia que vou lavar o cabelo, passo o óleo de amêndoas no cabelo e massageio o couro cabeludo (umectação), além de proteger o cabelo do excesso de danos do xampu melhora muito ele como um todo.
    Me interessei muito pelo óleo de gergelim rs
    Um óleo que não é vegetal mas tenho gostado muito é o extraordinário da Elseve, ele é fino, não pesa e o cabelo fica ótimo, se não me engano ele pode ser usado por quem pratica Low poo mas não por quem pratica No poo.
    Você tem os cabelos cacheados? Geralmente quem segue esta técnica tem, eu gostaria de saber se pessoas de cabelo liso também sentem muita diferença.
    Sempre acompanho seu blog, e gosto bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Izabel! Também uso o óleo de amêndoas doce! Realmente é ótimo! O de gergelim uso de várias formas principalmente como reparador de pontas porque ele protege do sol. O Óleo extraordinário da elseve é ótimo mesmo! Eu tenho cabelos cacheados sim hehe Alisei a um tempo atrás e agora estou recuperando ele para voltar ao natural novamente. Conheço várias meninas que tem cabelos lisos e também seguem a técnica low e no poo, pode ser feita por qualquer tipo de cabelos, para quem não quer algo muito "radical" como o No Poo, pode simplesmente substituir o shampoo com sulfato pelo sem suflato, por exemplo o da Phytoervas que é ótimo, e tirar os petrolatos, já dá um ótimo resultado. O cabelo fica mais leve, mais brilhante, muito bom! Obrigada pelo comentário. Estamos abertos a sugestões de temas! Salve Maria

      Excluir
  2. Então nós podemos mesmo ter esses cuidados? Tem algum problema em combater as espinhas pra se sentir mais bonita? Ou seria vaidade e amor próprio exagerado?

    ResponderExcluir

Bem vindo ao nosso espaço! Os comentários antes de serem postados, passam por aprovação da moderação. Por isso lembramos aos seguidores que não serão aceitos comentários maldosos, irônicos com tom de maldade, acusações infundadas e ataques diretos e indiretos a Fé Católica e à Moral da Igreja. Salve Maria Puríssima.

"Eu quero que todos vocês meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los." São Pe. Pio de Pietrelcina

Siga-nos via blogger.com

Total de visualizações de página