Pesquisar

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Modéstia no Verão

Neste assunto, há muito o que se argumentar. São muitas as pessoas relativistas, geralmente mundanas que usam este argumento para não viver a modéstia: "Ah mas eu não posso ser modesta, por que onde moro faz muito calor" ou então: "moro na praia, e aqui não tem como não usar roupas fechadas".

Geralmente estas pessoas utilizam deste argumento para vestir roupas abertas, decotes, shorts curtíssimos, blusinhas de alcinhas, e similares. Há também uma parte de Católicas de boa vontade, que querem viver a modéstia, mas simplesmente não sabem que tipo de tecido usar, que tipo de roupas vestir num local onde faz muito calor. É para estas pessoas que escrevo hoje.

Sou Leiga, apenas uma mulher que passou pela primeira fase da vivência da modéstia, que passou por dificuldades, que já enfrentou um inverno de - 6 Graus, enfrentou neve, usando saias, e em contrapartida, já enfrentou um verão de 37°, usando roupas modestas da mesma forma. E que em base da minha vivência e pesquisa, quero tentar ajudar àquelas que estão buscando pelo caminho da modéstia, um caminho cheio de espinhos, mas tão doce por que é para agradar Nosso Senhor. 

Não há Justificativa para a Imodéstia


Há aquelas, que como falei, dizem que onde moram faz muito calor, e por isso não podem usar blusinhas com mangas, ou saias longas. Em contrapartida, há aquelas que dizem que onde moram faz muito frio, e não podem usar saias também. O fato é que não há justificativa para a imodéstia, tanto num caso como no outro. Se não se pode usar no verão, nem no inverno, ora então não se pode usar nunca? Isso não faz o mínimo sentido, sendo que a poucos anos atrás o vestuário da mulher era apenas saias e vestidos. E se alguma mulher colocasse uma calça era um escândalo, por ser indecente e roupa e homem. E como as nossas avós conseguiam usar quando eram jovens e nós não podemos? Eu digo por experiência própria que é falta de costume. Nós estamos tão acostumadas com as roupas que a sociedade nos impõe, desde crianças vestindo estas roupas que quando vamos mudar, não sabemos combinar, não sabemos o que vestir. Mas com o tempo vamos aprendendo e percebendo o quanto estas argumentações são fracas e pobres de raciocínio. 

Já escrevi a respeito da Modéstia no Inverno, que tipo de tecidos utilizar, que tipo de roupas usar. Quem tiver interesse basta acessar o link acima. 

A Modéstia é uma virtude importante a todos nós. Principalmente para as mulheres, sendo que o homem é mais propenso em cair em pecados da carne por conta de sua natureza. E é um ato de caridade a mulher se vestir bem, para não permitir que os homens pequem, com pensamentos ou atos. E isso é nosso dever sempre, não há uma "época do ano" específica para se vestir com modéstia e outra época sem modéstia. Não há nenhuma justificativa plausível para usar uma roupa indecente, assim como não há nada que justifique o pecado. 

“Certamente, uma mulher que veste roupa imoral pode condenar-se. E pode condenar-se, quer pelo pecado que comete ela mesma, quer por que causa a condenação de outras pessoas.” (São João Eudes)

Os sacerdotes até hoje são obrigados a utilizar a batina, que são pretas, de mangas longas, e sempre foi assim. Será que vocês acham que é fácil para eles utilizarem esta vestimenta em locais como no brasil? Não é fácil e com certeza é muito mais quente do que utilizar uma saia com tecido leve. Um sacerdote uma vez, foi questionado, como ele conseguia usar batina no brasil com esse calor, e a resposta dele foi clara: "O Inferno é muito mais quente meu caro." Certamente isso explica o motivo de não haver justificativa para a imodéstia nas vestimentas. Mesmo que não existissem tecidos leves, mesmo que todas as roupas modestas fossem quentes, ainda assim, não poderíamos exibir o corpo em público. É nosso dever saber aguentar os sacrifícios que Deus nos envia, é santificação aguentar com paciência oferecendo a Deus nosso esforço, e nossas penitências, principalmente as que Ele nos envia, que tem muito mais valor do que as que nós escolhemos fazer. 

Mas para alegria da maioria, sabemos muito bem que há sim, roupas modestas indicadas para o verão, e outras indicadas para o inverno. Tudo depende do tipo de tecido, do modelo da roupa, e de como vestir. Como falei acima, é questão de costume, com o tempo aprendemos a combinar, conhecemos os tipos de tecidos que existem, cores etc, e assim podemos escolher nossa roupa dependendo da época do ano, e do local onde moramos. Abaixo dou algumas dicas, frutos de pesquisas e também da minha vivência do dia a dia, que creio ser importante para as que estão iniciando neste caminho. Acompanhem:

1. Escolha o tecido certo


A escolha do tecido é muito importante, existem tecidos próprios para o inverno, como flanela, lã, etc, e outros próprios para o verão. Agora com a "moda" da saia longa, está sendo fácil encontrar saias frescas para comprar prontas, porém eu como sou filha de costureira, opto algumas vezes por mandar fazer. Basta escolher o tecido certo e o modelo adequado para a época do ano. 

Malha Gelada (Malha fria)




Agora no verão, tenho utilizado muito "Malha gelada", que é um tecido fino, geralmente sem transparências, e que é muito fresquinho! Eu "viciei" tanto neste tecido que tenho várias saias longas, e as utilizo sem passar calor exacerbado. Mas deve-se ter alguns cuidados com esse tecido, como por exemplo: a malha gelada lisa, tende a marcar muito o corpo, então opte por malha estampada, também para evitar qualquer transparência do tecido. Nada impede que se use com uma anágua ou um forro fino por baixo para não "grudar" na pele com o calor, e precisarmos dar aquela "puxadinha", isso não é confortável principalmente na Santa Missa. Um forro leve não vai deixar a saia mais quente, se for escolhido um forro fino. Também pode ser usada sem forro dependendo da saia, de como veste. Aí entra o bom senso de cada uma. Eu utilizo sem forro algumas vezes, quando vejo que não há transparências e que não marca a pele. Modelos mais godês também são bons pelos mesmos motivos. 

Seda


'É a mais fina das fibras naturais. O tecido nobre do vestido é resistente e macio'', ressalta a consultora de moda Maria Helena Daniel.


Sendo um tecido fino certamente é apropriado para o verão. Use vestidos ou saias de seda, camisas etc, dependendo da ocasião, e local frequentado. Pois nem sempre será apropriado. 

O Vestido pode ser longo, ou midi, o modelo pode ser escolhido de acordo com o gosto. Lembrando sempre que deve cobrir os joelhos e os ombros em qualquer posição, e não devem possuir decotes, nem transparências. Tecidos cor de pele devem ser evitados.



Chifom


É um material bastante fino e transparente de seda. Muito resistente e leve, é usado em vestidos, saias e camisaria. Geralmente é transparente, portanto pode precisar de um forro fino e com tecido adequado. É uma boa opção, prender o forro no tecido, tenho um vestido fresco com o forro preso (interno), e que gosto muito de usar no verão. 

Outros tecidos para o verão: Crepe, malha e cetim. Sempre lembrando de seguir as regrinhas acima: Nada de transparências e tecidos cor de pele.

2. Prefira Saias ou vestidos com comprimento: Midi


Por experiência própria, uma saia abaixo dos joelhos e não longa, é muito mais fresca. Mas novamente deve-se tomar alguns cuidados com esse modelo: o vento costuma levantar a saia se ela não tiver um bom caimento, se for de tecido muito leve ou se a saia for curta. Por questão de modéstia o comprimento da saia deve ser de no mínimo 10 cm abaixo dos joelhos (sendo que ao sentar os joelhos continuem cobertos). São Pe. Pio aconselhava 20 cm. Não há uma regra fixa, estabelecida, não precisa medir com a fita métrica, porém os joelhos devem estar cobertos em qualquer posição: sentada, ajoelhada ou em pé. E a saia não deve ser justa ao corpo revelando a silhueta e o contorno do corpo. Com este modelo, pode haver um forro também, ou ser um tecido um pouco diferente (mais grosso) que não terá tantos problemas com o calor. 



3. Blusinhas com mangas curtas e sem decotes


Este quesito não deve ser alterado. É consenso entre os bons sacerdotes, doutos em teologia moral, que as blusinhas e a parte de cima do vestido, não deve possuir decotes (mínimo 2 cm abaixo do pescoço) e que devem possuir mangas, de no mínimo até a metade do braço, pois devem cobrir os ombros. Não vou me prolongar neste quesito e motivos disto, pois já escrevi vários artigos com referências a respeito, que você pode acessar aqui: Não devemos seguir 'regrinhas' estabelecidas?Características das vestes da mulher Católica; Padrões e comprimento das vestimentas

Porém, no verão é aconselhável escolher tecidos mais frescos, como malha, algodão, seda, que não possuem transparências, nem tom de pele. Utilizar blusinhas sem decote e com manguinhas cobrindo os ombros é questão de costume, no começo achamos que não vamos conseguir, mas depois de um tempo acostumamos cobrir o colo, e já não nos importamos tanto. Basta fazer um pequeno esforço e se adaptar. 


4. Penteado


Principalmente para quem tem o cabelo longo, este é um ponto importante. O Cabelo solto tende a aquecer mais a região do pescoço no verão, e as vezes se torna insuportável. Se a mulher não quiser aproveitar a temporada para cortar o cabelo, os consultores dão dicas para prender, sem perder a feminilidade. Rabos de cavalo baixos e coques bem-feitos ficam ótimos. O que não vale é torcer o cabelo com lápis e elásticos de trabalho, por que dá um ar muito informal e desleixado. A mulher  também pode apostar em penteados mais bonitos, que deixam a nuca para fora. Nesse caso, peça para o seu cabeleireiro te ensinar a melhor forma de prender o seu cabelo no verão. 


Outras considerações


O costume em usar saias e vestidos responde qualquer questão a respeito de temperaturas altas ou baixas. É possível utilizar saias no inverno rigoroso da Europa, bem como no verão escaldante do Brasil. tudo depende do costume e de saber escolher a roupa adequada. 

Hoje em dia, é comum as mulheres utilizarem estes argumentos fracos de que "saia é muito quente para se usar no verão" ou contrariando ainda este argumento: "saias no inverno não tem como usar". O fato é que até eu mesma antes de me adaptar e conhecer a modéstia já utilizei estes argumentos. E digo e repito: usava estes argumentos por que estava acostumada com o que a sociedade me impôs. A partir do momento que fiz um esforço para viver a modéstia, e busquei fontes, busquei me adaptar, me dei conta de quão falsas são estas afirmações. Pois basta saber escolher o modelo ideal para o local onde vivo, sendo inverno ou verão. 

Uma grande prova disso são as "calças jeans" utilizada pelas mulheres hoje em dia. A dita calça jeans, além de ser imodesta (pois contorna o corpo da mulher, tem uma linha que contorna as regiões genitais, glúteos e coxas que são partes atraentes para os homens), ela é grossa! O Jeans é grosso para se usar no verão, não é fresco, e como todas conseguem usar? É por que se acostumaram com tal peça! Simples assim. Além do mais, a calça é insuportável, por que a grande maioria das mulheres usam colada ao corpo, e fica desconfortável por ser colante, aperta, e não vemos a hora de chegar em casa e tirar, para colocar algo mais confortável. Com vestidos isso não ocorre. 

A calça também é fria no inverno. Eu moro numa região que faz mais frio do que calor, e posso garantir que usar uma calça jeans num inverno rigoroso, passa frio! Sempre antes de conhecer a modéstia, era preciso usar meias por baixo da calça. Ou seja, esta peça é fria no inverno, e quente no verão. E não vejo pessoas afirmando: "não posso usar calças no verão por que aquecem muito". Não reclamam por que se adaptaram a usá-las. 

Em contrapartida há coisas piores ainda, como mini-saias, e shorts jeans na virilha, que as mulheres desfilam até dentro das Igrejas. Que coisa absurda de se ver, a que ponto chega a degradação de nossa sociedade, onde não se valoriza o bem que Deus nos deu: nosso corpo. Obviamente estas roupas são imorais, e não devem ser usadas em nenhuma ocasião. Bem, se a calça Jeans é quente, e os shorts são indecentes, o que usaria no verão? Obviamente uma saia bem escolhida, um vestido fresco, além de confortável é muito mais fresco e modesto! Basta você fazer um esforço e começar a usar, para se adaptar, garanto que dentre alguns meses, não vai querer utilizar mais outro tipo de roupas. 

Espero ter contribuído um pouco para cada uma de vocês, e que Deus conserve em vossos corações o amor por Ele, para que assim, reine e brilhe em vós a modéstia que Deus quer ver em seus santos! 

“A moda não deve nunca fornecer uma ocasião próxima de pecado.” (Pio XII, Alocução “Di gran cuore”, nº 30).

Salve Maria

11 comentários:

  1. Eu não sou católica, sou evangélica e Assembleiana de berço, mas essa diferença não tira minha admiração por blogs e paginas que trata desse assunto.
    Através de blogs e paginas como essa estou resgatando e até mudando minha visão a respeito do vestuário da mulher modesta, lindo essa demostração de que podemos nos vestirmos elegante e com modéstia.
    Independente da religião é assim que deve se vestir uma mulher cristã, aliás seria interessante se os evangélicos tbem se unisse a esse trabalho de instrução as mulheres.
    Parabéns pelo belo trabalho de conscientização das mulheres quanto a modéstia!
    Sou seguidora da página e do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário Sheila! E seja bem vinda em nosso espaço.

      Excluir
  2. Oiii! Usarei pra postar na minha página com créditos pro blog, claro Rs!!! Obrigada Salve Maria

    ResponderExcluir
  3. É verdade, são desculpas esfarrapadas. Um dia vi no blog Maria Rosa Mulher um artigo que falava que o homem geneticamente sente muito mais calor do que a mulher, e nem por isso andam despidos, pelo contrário, se cobrem muito mais do que nós.
    Foi uma artimanha cruel inventada não sei por quem, pra expor o corpo feminino.

    ResponderExcluir
  4. Olha, sinceramente, não vamos exagerar, minhas irmãs!
    Pq Deus fez a mulher com o corpo curvilíneo? E pq Ele fez o homem um "ser visual"? Pq é assim que a fêmea da espécie humana vai atrair o macho da mesma espécie, e é assim que ele se sente atraído.
    Não estou dizendo que concordo com: roupas curtas, decotes ou colantes demais, mas sim que faz parte da nossa humanidade, daquilo que o próprio Deus fez, a mulher ser um pouco sensual. Isso é completamente normal e aceitável.
    Mas como ter esse "toque" de sensualidade, sem ser vulgar ou desagradar a Deus? Usando roupas que valorizam o que eu disse acima, e ao mesmo tempo com modéstia. Exemplo: olhem a primeira foto, daquele vestido florido super largo. Sejam sinceras: isso é roupa de uma moça jovem usar, qd quer arrumar um namorado? Vai ser bem difícil um rapaz ver que ela existe usando esse tipo de vestido, totalmente largo, que deixa a mulher toda "reta", sem as "curvas" que o próprio Deus deu a ela! Portanto, uma dica: colocar um cintinho na cintura ali daquele vestido seria bacana.
    Entendem o que quero dizer??
    Essa é minha opinião.
    A paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sua resposta está correta em partes. Quem sabe usou os termos errados.

      Realmente a mulher tem mais curvas, tem cintura fina e quadril largo (por conta da maternidade). O que diferencia do homem. E de fato a mulher pode usar roupas que ressaltem a FEMINILIDADE dela, mas nunca sensualidade. Porque sensual induz ao sexo, provoca, chama a atenção, e aí já não pode haver modéstia.

      Provocar o sexo oposto pela imodéstia, mesmo sendo seu próprio namorado é pecado mortal, porque o sexo só deve ser feito por marido e mulher unidos pelo santo matrimônio.

      Entretanto obviamente a mulher pode ser feminina, ressaltando a cintura como vc falou. Isso é feito na terceira foto desse artigo, o vestido de "chiffon". Está feminina e não sensual nem vulgar, mas bela. A primeira foto eu coloquei porque queris mostrar o TECIDO (malha gelada) e não necessariamente o modelo, não teria problema algum em colocar um cinto, creio também que ficaria muito melhor. Grata por seu comentário. Salve Maria.

      Excluir
    2. Um homem não deve querer namorar uma moça por causa de suas curvas e sensualidade, e sim pela sua devoção a Deus e sua beleza interior!
      Belíssima resposta Daiane!! Deus te abençoe!

      Excluir
  5. Fiquei morrendo de vontade de comprar esta saia florida da foto rsrs Ai Ai Tem dicas de lojas que vendem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei mesmo! Exatamente a mesma é difícil. rsrs Mas vc pode comprar um tecido parecido e mandar fazer. Temos indicações de lojas, acesse a aba "Lojas virtuais" acima. Salve Maria.

      Excluir
  6. Olá, eu sou evangélica desde criança e faz um ano que mudei minhas roupas para a modéstia e muitas das dicas sugeriu eu sigo. Não concordo quando você diz que todos os evangélicos não tem admiração por Maria mãe de Jesus, pois eu sou uma dessas excessos, pois, admiro muito Maria, para mim ela é uma das mulheres mais honradas. Mas quando você diz que as mulheres protestantes se vestem de forma indecente eu não discordo, porque infelizmente vejo muito isso mesmo na igreja e me entristeço porque acredito que a mulher cristã tem que andar na modéstia e no pudor. Enfim, passando para dizer que gosto muito da sua página e que ela tem me ajudado muito com questões de vestimenta. Deus abençoe !!

    ResponderExcluir

Bem vindo ao nosso espaço! Os comentários antes de serem postados, passam por aprovação da moderação. Por isso lembramos aos seguidores que não serão aceitos comentários maldosos, irônicos com tom de maldade, acusações infundadas e ataques diretos e indiretos a Fé Católica e à Moral da Igreja. Salve Maria Puríssima.

"Eu quero que todos vocês meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los." São Pe. Pio de Pietrelcina

Siga-nos via blogger.com

Total de visualizações de página